segunda-feira, 24 de abril de 2017

CENSO AGROPECUÁRIO IBGE: VAGAS REGIÃO


Foi publicado na segunda-feira, 24 de abril 2017, o Edital do IBGE sobre concurso para a contratação de pessoal para a realização do Censo Agropecuário 2017. São 24.984 vagas para municípios de todo o Brasil, sendo 3.059 para a Bahia.

Em nossa região existem vagas para os seguintes municípios: Cícero Dantas, Cipó (Cipó, Nova Soure e Ribeira do Amparo), Coronel João Sá (Coronel João Sá e Sítio do Quinto), Euclides da Cunha, Fátima, Heliópolis, Jeremoabo (Jeremoabo, Pedro Alexandre e Santa Brigida). Ribeira do Pombal (Ribeira do Pombal e Banzaê), Tucano (Tucano e Quijingue). 

Em Ribeira do Pombal são um total de 18 vagas, sendo 5  que exigem nível médio completo, 1 para Agente Censitário Municipal (ACM), com remuneração de R$ 1.900,00; e 4 para Agente Censitário Supervisor (ACS), com remuneração de R$ 1.600,00. Outras 13 vagas são para recenseador que têm remuneração por produção e exige nível fundamental completo. Por Joilson Costa, Rádio Pombal FM, com pesquisa no site do IBGE.

ANR - PREFEITO ENVIOU PROJETO DE LEI A CÂMARA



Ricardo Maia, prefeito de Ribeira do Pombal enviou  quinta-feira, 20 de abril 2017,  Projeto de Lei à Câmara Municipal, solicitando autorização para firmar convênio com a Associação Nordeste de Resgate (ANR). O projeto foi enviado após a associação reunir toda a documentação necessária para a assinatura do convênio com o poder público municipal. 

Caso seja aprovado pelos vereadores, a prefeitura estará autorizada a prover meios para auxiliar no trabalho dos socorristas, que atuam como voluntários e têm passado por dificuldades para manter a sede e adquirir materiais, pois dependem de doações.

O projeto não define como será o auxílio da prefeitura, mas intenção inicial, quando as conversas para o envio do projeto à Câmara foram iniciadas, em 15 de março de 2017, era disponibilizar imóvel, água, energia elétrica e os equipamentos necessários para o trabalho do grupo, a exemplo de prancha, mangueira e itens de primeiros socorros. Por  ASCOM da Prefeitura de Ribeira do Pombal

SOLTO APÓS PAGAMENTO FIANÇA DE R$ 93.700,00



Leandro Pires de Carvalho, mais conhecido como "Leandro cigano",  preso em flagrante, em blitz realizada pela Polícia Militar do 5º BPM, por porte ilegal de arma, na manhã de sexta-feira, 21 de abril 2017, foi posto em liberdade, mediante pagamento de multa (fiança) arbitrada, de acordo com a lei, pela autoridade policial de plantão na 1ª Delegacia Territorial de Polícia Judiciária, em cem salários mínimos, cujo auto de prisão em  flagrante foi homologado pelo juiz de plantão na Comarca de Euclides da Cunha. 
Informações confiável  revelaram que, no mesmo dia, ou seja, na sexta-feira,  por volta das 20 horas, o Sr. Júlio Pires de Carvalho, mais conhecido como "Josafá Cigano", pai de Leandro cigano, pagou fiança equivalente a R$ 93.700,00 e Leandro cigano foi liberado e vai responder judicialmente em liberdade. 

Segundo informações policiais, a arma em questão pertence a um policial civil, cujo nome não foi revelado, lotado na Polícia Civil de Cipó.  A arma apreendida é uma pistola da marca Taurus, calibre 380mm, modelo 638, oxidada, com capacidade para 15 munições. Do site euclidesdacunha.com.br

domingo, 23 de abril de 2017

AGORA SERÁ JORRO PRIME NO SÃO JOÃO


No dia 19 de abril 2017, recebi no meu gabinete os representantes da ONLINE, uma das empresas responsáveis pela realização do JORRO PRIME. Eles me apresentaram toda a estrutura da festa, a logística, assim como as atações do evento programado para sexta-feira, 23 de junho 2017, na área de festa de Caldas do Jorro.

Informei a eles que nos dias 24 e 25 de junho, sábado e domingo, também estaremos realizando a nossa festa de São João. Breve divulgaremos as atrações. Vai ser uma grande festa. Por Luiz Sergio. prefeito de Tucano, na sua pagina no facebook.

sexta-feira, 21 de abril de 2017

"NÃO FOI UMA EXONERAÇÃO DESEJADA POR MIM"



Em resposta à reportagem sobre a exoneração de Zelito Ribeiro da Secretaria de Saúde, o prefeito de Cícero Dantas, Ricardo Almeida Nunes, disse que apenas seguiu uma recomendação do Ministério Público que entendeu, que Zelito não tinha qualificação técnica, ou seja, formação na área para ocupar o cargo, recomendando a anulação do ato da nomeação dele, o que de fato foi feito.

Para o prefeito, diante da manifestação do Ministério Público, não houve outro caminho a não ser a exoneração de Zelito, mas que isso foi feito de forma conversada com ele, que  entendeu a situação. “Não foi uma exoneração desejada  por mim, muito pelo contrário, ele (Zelito) vinha desempenhando um trabalho com garra, com força”, disse o prefeito Dr. Ricardo, acrescentando que Zelito Ribeiro já foi nomeado para a Secretaria de Planejamento e para o lugar dele na Secretaria de Saúde foi nomeada  Fernanda Andrade, que é enfermeira, professora da Faculdade Dom Luiz e exerceu o ano passado o cargo de Coordenadora da Atenção Básica de Saúde do município de Fátima. Redação Rádio Pombal FM. Repórter Tony Santos.

O Diário Oficial da Prefeitura de Cícero Dantas de quarta-feira, 20 de abril 2017, entre outras exonerações e nomeações publicadas, o Prefeito Ricardo Almeida Nunes da Silva assinou a exoneração de José Ribeiro da Silva, conhecido como Zelito, da Secretária de Saúde, alegando o gestor está atendendo uma recomendação expressa pelo Ministério Público da Bahia, na qual afirma que o nomeado em questão para a referida pasta não teria as condições exigidas para a função (?), e em outro decreto nomeia o mesmo para ser Secretário Municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico.  A nova Secretária de Saúde do Município de Cícero Dantas é Fernanda de Andrade Carvalho. Por Joilson Costa, Rádio Pombal FM.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

EX-PREFEITOS DEIXAM DÉBITO DE R$ 2 MILHÕES

O Prefeito de Cícero Dantas Ricardo Almeida em reunião com a superintendência da EMBASA conseguiu efetivar um acordo referente a dívidas da Prefeitura Municipal de Cícero Dantas deixada pelas gestões anteriores, onde havia dois acordos que não teriam sido cumpridos.

No levantamento feito pela EMBASA foi incluso o acordo não cumprido mais o pagamento mensal desde ABRIL DE 2016, com isso a divida do município foi apresentada no valor de R$ 2.180,233,03 (Dois milhões centro e oitenta mil duzentos e trinta e três reais e três centavos), sendo que com esse acordo o município ainda permaneceria inadimplente junto a EMBASA impossibilitado de direitos e créditos.

Na releitura desse contrato de acordo, o Prefeito Ricardo Almeida conseguiu reduzir essa divida para o valor de R$ 1.678.715,46 (Um milhão seiscentos e setenta e oito mil setecentos e quinze reais e quarenta e seis centavos), com 120 parcelas fixas no valor de R$ 22.680,25 (Vinte e dois mil seiscentos e oitenta reais e vinte e cinco centavos), com esse novo acordo o município conseguiu economizar R$ 501.517,57 (Quinhentos e um mil, quinhentos e dezessete reais e cinqüenta e sete centavos), e ainda o município em uma das clausulas do contrato declara está levantando direitos e créditos junto a EMBASA resgatando assim a credibilidade. Com esse acordo o fornecimento de água e esgotamento sanitário será normalizado e o município permanece adimplente. Do facebook do Ricardo Almeida, Prefeito de Cícero Dantas.

quarta-feira, 19 de abril de 2017

LUTA HISTÓRICA DA COMUNIDADE ÍNDIGENA KIRIRI

No dia 11 de Novembro, os Kiriri comemoram a reconquista do território de Mirandela, uma festa que já é tradição em toda região da Bahia, nesse dia a comunidade recebe a visita de vários turistas, representantes do poder público e de muitos parentes indígenas de várias aldeias do Brasil.

O padroeiro da comunidade indígena Kiriri é Nosso Senhor da Ascenção, os Kiriri tem como um dos seus maiores feitos históricos a participação na Guerra de Canudos, e devido a sua obediência e amor aos costumes os Kiriri conquistaram o respeito e a confiança do povo brasileiro, a demarcação e homologação de suas terras, o direito a uma educação diferenciada dentre outras.

Hoje, a pesar de estarem sempre enfrentando desafios, os Kiriri estão buscando se organizar mais, para que possam assegurar seus direitos enquanto índios e cidadãos brasileiros que cumprem com seus deveres. São muitos desafios, mas o que chama mais atenção nesse povo é a vontade de estar nos espaços onde as políticas voltadas para os povos indígenas estão sendo debatidas, ou seja, são quietos mas nunca alienados, são indígenas que estão sempre em busca do conhecimento.
Os fatos que mais marcaram a história do povo Kiriri pode ser dividido nos  seguintes anos: 1979 - Organização de uma roça comunitária na Baixa da Catuaba, situada ao sul do Território indígena, na estrada que liga o povoado de Mirandela ao município de Ribeira do Pombal, caracterizada por forte incidência de ocupações de regionais. 1981 - Demarcação da Terra Indígena Kiriri, com 12.320 ha. 1982 - Ocupação da Picos, localizada no núcleo Lagoa Grande, maior fazenda no interior do território kiriri, tida por posseiros e fazendeiros como baluarte na ocupação das terras indígenas. Seu pretenso proprietário, Artur Miranda, era apoiado por políticos da região e considerado pelos índios como o seu mais crucial inimigo.

1985 - Ocupação de uma fazenda de 700 ha. no núcleo Baixa da Cangalha. 1986 - Os Kiriri interditam importante estrada de acesso de Mirandela ao povoado de Marcação, retirando todas as posses e roças de regionais ali localizadas. 1987 - A FUNAI indeniza e o INCRA reassenta 37 famílias de não-índios incidentes no território kiriri, nas fazendas Taboa e Serrinha, situadas no município de Quijingue.   1989 - 85% do território kiriri passa a compor o município de Banzaê, desmembrado de Ribeira do Pombal, em uma manobra política com o intento de “livrar” esse último município da presença indígena. Mirandela havia sido estrategicamente escolhida como sede do novo município. Todavia, mediante injunções na Assembléia Legislativa, em Salvador, os Kiriri conseguem obstar que a nova sede se situe nos limites da Terra Indígena.

1989 - Cerca de 50 famílias kiriri acampam nas cercanias de Mirandela, após terem suas moradias parcialmente destruídas por uma enchente. Mantêm-se permanentemente no local que se constituía, até 1995, em um núcleo de resistência e pressão frente aos não-índios então ocupantes de Mirandela.   1990 – A Terra Indígena Kiriri tem a sua demarcação administrativa homologada através do Decreto nº 98.828, de 15 de janeiro, sendo posteriormente realizada a regularização imobiliária – Reg. CI mat. 2969, livro 2m, f. 83, em 23 de março daquele mesmo ano.

1991 - A FUNAI indeniza algumas casas habitadas por não-índios em Mirandela e famílias kiriri as ocupam. 1995 – Os Kiriri ocupam Mirandela, retirando todos os não-índios ali incidentes. 1996 – Os Kiriri ocupam o povoado Gado Velhaco, situado a 2,5 Km de Mirandela. 1997 - Os não-indios desocupam o povoado Baixa da Cangalha. 1998 - Os Kiriri ocupam os povoados de Marcação, Araçá, Segredo e Pau Ferro, retirando as últimas famílias de não-índios residentes na Terra Indígena.
Este material (livro) abaixo faz parte da HISTORIA DA RECONQUISTA DE MIRANDELA acesse http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me001837.pdf